Frevo, música clássica e muito lazer no fim de semana do Recife

A Prefeitura do Recife preparou uma rica série de atividades culturais, de lazer e educacionais para toda a população e visitantes

Opções de cultura e lazer não haverão de faltar neste fim de semana. Junho começa animado capital pernambucana, com programação para todo gosto e idade nos equipamentos geridos pela Prefeitura do Recife e nos espaços públicos. Vai ter peça de teatro dentro do MAMAM, arrastão de frevo no Recife Antigo, orquestra tocando dentro da secular Igreja Madre de Deus e passeio turístico pelo Derby e pelas memórias deixadas pelo lendário dirigível Zeppelin no imaginário recifense. Vai ter também programação no Econúcleo Jaqueira e no Jardim Botânico para despertar consciência ambiental e garantir o presente e o futuro da vida no planeta Terra.

 CULTURA

Paço do Frevo promove lançamento de livro e Arrastão do Frevo. Livro investiga trajetória da música psicodélica.

Neste sábado (1), às 15h, no Paço, Bento Araujo, jornalista, escritor, pesquisador e colecionador de discos, apresenta resultado de sua investigação da trajetória da música psicodélica. A pesquisa que resultou no livro “Lindo Sonho Delirante Vol. 2: 100 Discos Audaciosos do Brasil (1976-1985)” abrange tanto discos de artistas e grupos consagrados, como também daqueles que não causaram impacto na época, mas hoje são, ou podem vir a ser, cultuados por colecionadores do mundo todo. São álbuns de diversos gêneros musicais que, reunidos debaixo da bandeira da transgressão, montam um peculiar e audacioso cenário. Recentemente o autor realizou turnê européia de lançamento que passou por cinco países: Inglaterra, França, Alemanha, Dinamarca e Suécia.

Serviço

Lançamento do livro “Lindo Sonho Delirante Vol. 2: 100 Discos Audaciosos do Brasil (1976-1985)”
Sábado, às 15h, no Paço do Frevo
Acesso incluso no valor do ingresso.

Arrastão do Frevo toma conta do Bairro do Recife

Domingo (2) tem frevo nas ruas do Bairro do Recife. O Bloco Carnavalesco Lírico O Bonde vai desfilar com bandeiras dos santos juninos, com concentração no Marco Zero, marcada para as 15h. O Bonde tem como característica principal a sua ligação com o sagrado, sobretudo o Candomblé, e tem assumido cada vez mais essa ligação afrodescendente. O vermelho, o branco e o dourado representam uma homenagem ao Orixá Xangô, padroeiro do bloco, e o dia de sua fundação deu-se numa data representativa para a agremiação, o dia de São Cosme e Damião. Tudo isso o faz singular em relação aos outros blocos líricos.

Serviço

Arrastão do frevo com o bloco O Bonde
Domingo, no Marco Zero
Concentração às 15h. Saída às 16h.
Aberto ao público

Funcionamento Paço do Frevo

Horários:
Terça (entrada gratuita) a sexta, das 9h às 17h.
Sábado e domingo, das 14h às 18h Última entrada até 30 minutos antes do encerramento das atividades do museu
Ingressos R$ 10 e R$ 5 – meia.
Praça do Arsenal da Marinha, s/nº, Bairro do Recife.
Informações: (81) 3355-9500 e www.pacodofrevo.org.br/programacao

MAMAM apresenta exposição inclusiva e peça de teatro “Apenas o Fim do Mundo”

Pela primeira vez, o Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães (Mamam) está sendo palco de um espetáculo teatral. Para inaugurar essa nova estratégia de integração artística e de formação de público, o MAMAM trouxe para suas dependências o Magiluth. Criado há 15 anos, na UFPE, o grupo apresenta a peça “Apenas o Fim do Mundo”.

O texto do autor francês Jean-Luc Lagarce, com direção de Giovana Soar e Luiz Fernando Marques, é encenado nos dois andares superiores do museu, convidando o público a se deslocar enredo adentro para experimentar desconfortos e agonias dos personagens. O elenco que conduz o público pelas cenas, emoções, ditos e não ditos é formado por: Bruno Parmera, Erivaldo Oliveira, Giordano Castro, Mário Sergio Cabral e Pedro Wagner.

Neste fim de semana, o Grupo Magiluth encerra a série de apresentações de “Apenas o Fim do Mundo”, iniciada na semana passada.

Serviço

“Apenas o Fim do Mundo”, com o Grupo Magiluth

De sexta a domingo, às 20h
Duração aproximada: 1h45
A cada sessão, o MAMAM comportará 50 pessoas.
Ingressos: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)
À venda  no Sympla (https://www.sympla.com.br/magiluth)

“O tempo é implacável”

“O tempo é implacável”, da mineira Juliana Gontijo, é a terceira exposição consecutiva assinada por uma mulher. Com curadoria de Wagner Nardy, a mostra tem nos rios pernambucanos a sua nascente. Em sua estreia na cidade, a artista relata suas impressões e reflexões sobre o sujeito que se percebe em trânsito pelo território, motivadas pelo poema O Rio, de João Cabral de Melo Neto. “O tempo é implacável” fica em cartaz no MAMAM, até o dia 16 de junho, com visitação gratuita. O público pode conferir o trabalho de Juliana de terça a sexta, das 12h às 18h, e nos sábados e domingos, das 13h às 17h.

“O Tempo do Sonho”

O Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães (MAMAM), equipamento cultural mantido pela Prefeitura do Recife, abriga a exposição “O Tempo do Sonho”. A mostra fica aberta ao público até o dia 16 de junho, no Aquário Oiticica, e é fruto de parceria com o Instituto Federal Federal (IFPE) – Campus Olinda.

Tendo como modelo pesquisa baseada no acervo do programa Acessibilidade MAMAM, o IFPE produziu placas táteis em cerâmica que ajudam pessoas com deficiência visual a desfrutar de novas experiências estéticas, interagindo com as criações artísticas. As peças foram criadas pelo IFPE por meio do projeto de extensão “Arte para Cego Ver – Artefatos táteis para mediação de leitura de obras de arte”.

Os conteúdos produzidos integram o acervo do museu e estão disponíveis no site www.acessibilidademamam.art.br.

Serviço

Exposição “O Tempo do Sonho”
Em cartaz até dia 16 de junho
Aquário Oiticica do MAMAM
Visitação gratuita

O MAMAM fica na Rua da Aurora, 265, Boa Vista. A entrada é gratuita, mais informações: (81) 3355-6871 e e-maileducmamam@gmail.com . Site: https://blogmamam.wordpress.com/

Exposição “Cinco Pontas” no Museu da Cidade

No Museu da Cidade, localizado no Forte das Cinco Pontas, no Bairro de São José, a exposição “Cinco Pontas” estará aberta à visitação gratuita no sábado e domingo, reunindo achados arqueológicos, pinturas e documentos que mostram a importância da fortificação em diversos momentos históricos da capital pernambucana. Em quase 400 anos de existência, o local já foi base para navegadores, depósito, prisão e quartel militar. Informações: (81) 3355-9540. Saiba mais: www.museudacidadedorecife.org.

TURISMO E LAZER

Olha! Recife e Música na Igreja no fim de semana

Um passeio pela história do Zeppelin

No sábado (1), o passeio de ônibus irá levar os inscritos a uma viagem no tempo. Há 89 anos, o dirigível Zeppelin cruzava pela primeira vez o céu do Recife. A cidade foi a primeira do País a receber a novidade vinda da Europa, que assustou e encantou todos àquela época. As idas e vindas do gigante prateado deixaram um rico acervo de fotografias do Recife e criaram muitas histórias. A torre de atracação, localizada no parque do Jiquiá, é hoje a única no mundo ainda de pé e é para lá que os participantes serão levados. O transporte sai às 14h, da Praça do Arsenal.

Olha! Recife de Ônibus (sábado)

Tema: Circuito Zeppelin
Dia: 01/06
Hora: 14h
Saída: Praça do Arsenal, no Bairro do Recife

O passado aristocrático do bairro do Derby

No domingo (2), o roteiro a pé será dedicado ao bairro do Derby. Surgido no final do século XIX a partir de uma pista de corrida de cavalos da Sociedade Hípica Derby Club, logo se transformou em um dos mais aristocráticos bairros da cidade. Ali, existiu um mercado público com padrões comparáveis aos atuais shopping centers, criado por Delmiro Gouveia, e que foi destruído por um incêndio. Anos depois o local foi transformado no atual Quartel da Polícia Militar. Os participantes deste roteiro devem estar às 9h, na Praça do Derby, ao lado do Banco Bradesco.

Olha Recife a pé (domingo)

Tema: Bairro do Derby
Dia: 02/06
Hora: 9h
Saída: Praça do Derby (ao lado do Banco Bradesco)

O Olha! Recife é o projeto de sensibilização turística que oferta passeios com guias de turismo. Para participar, basta se inscrever pelo site www.olharecife.com.br, sempre nas sextas-feiras, a partir das 9h.

Orquestra do Pró-Criança se apresentam no Bairro do Recife

O Música na Igreja, que desde 2013 promove apresentações de música na Igreja Madre de Deus, contará com a apresentação da orquestra do Movimento Pró-Criança. O concerto é gratuito e vai contar com apresentações que vão desde Tchaikovsky a Luiz Gonzaga. A apresentação será às 17h.

Música na Igreja

Orquestra do Movimento Pró-Criança
Dia: 02/06
Horário: 17h
Local: Igreja Madre de Deus, Cais da Alfândega, Bairro do Recife

MEIO AMBIENTE

Trilha ambiental e oficina teatral no Econúcleo da Jaqueira

No sábado (1), o Econúcleo da Jaqueira organiza trilha ambiental seguida de oficina de vermicompostagem. A atividade começa às 10h e mescla a tranquilidade da caminhada com o conhecimento sobre como utilizar minhocas para produzir adubo para  hortas caseiras. A prática vai se repetir no domingo (2), às 14h. Também no domingo, o visitante poderá conferir a oficina de improviso teatral que acontece às 10h. A atividade lúdica mistura teatro e educação ambiental  para abordar a importância da coleta  e reciclagem de resíduo sólidos através de jogos teatrais coletivos e individuais.

Econúcleo Jaqueira, sábado (1)

9h- Apresentação do espaço com fantoches
10h – trilha ambiental + vermicompostagem
11h – Pocket show com Maricota
14h – sala de Ecointeraticodasw: jogos digitais
15h – oficina de mudas “plantando o futuro”
16h – contação de histórias “borboletando coisa e tal”

Econúcleo Jaqueira, domingo (2)

9h – apresentação do espaço com fantoches
10h – oficina de improviso teatral
11h – vivência ambiental Água viva
14h – trilha ambiental + vermicompostagem
15h – Dom em Recife Frio
16h – pocket SHOW COM Maricota e Dom

Econúcleo Jaqueira

Rua do Futuro, 959 – Jaqueira
De quinta a domingo, das 9h às 17h
Entrada gratuita

Contação de histórias e trilha selvagem no Jardim Botânico

O Jardim Botânico do Recife vai rolar contação de histórias em cordel + oficina de Xilogravura, no sábado (1), às 14h.  Os visitantes poderão aprender de forma divertida e cultural sobre sustentabilidade e consciência ambiental através de histórias em formato de cordel e após  fazer xilogravura de forma mais sustentável. A diversão continua no domingo com a trilha selvagem, às 9h, que  será responsável por ensinar aos visitantes sobre a fauna  nativa da Mata Atlântica enquanto caminham por um ambiente similar ao deste ecossistema.

Jardim Botânico do Recife, sábado (1)

9h – trilha poética “caminho diVersos”
10h – resíduo nos eixos “oficina de malabares”
11h – Cine Ambiental
13h30 – oficina de improviso teatral
14h – Faz de conto: contação de histórias em cordel + oficina de Xilogravura

Jardim Botânico do Recife, domingo (2)

9h – trilha selvagem
10h – ECOrdel: oficina de Cordel
11h- Contação de história “à Descoberta”
13h30 – caminhada poética “caminhos diVersos”
14h30 – Oficina de mudas “bombinhas de sementes”

Jardim Botânico do Recife

BR ­232, km 7,5 – Curado
De terça a domingo, das 9h às 15h30
Entrada: gratuita

Praia e atividades gratuitas no CAT Ambiental

Outra opção é aproveitar o clima de praia e participar das atividades gratuitas do CAT Ambiental que oferecerá contação de histórias: O pescador; Vivência ambiental: Água Viva e Oficina de caqueiras. As atividades acontecem pela manhã e se repetem à tarde.

CAT Ambiental, domingo (2)

10h às 12h e a tarde a partir das 14h30
Contação de História: O pescador
Vivência Ambiental: Água Viva
Oficina de caqueiras

Centro de atendimento ao turista ambiental (CAT Ambiental)

Segundo Jardim – Boa Viagem
Terça a domingo, das 10h às 20h
Entrada gratuita

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: