Alerta e Conscientização são os principais aliados no combate ao Câncer de Mama

A campanha Outubro Rosa tem ações voltadas ao tema em todo o Brasil

Por Simone Magalhães

O Câncer de Mama ainda é o mais comum entre as mulheres no país e no mundo e o que mais mata, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Um diagnóstico precoce ainda é o principal aliado contra esse tipo de câncer. Idas rotineiras ao médico e um ato simples como o autoexame poderiam diminuir bastante a incidência dos milhares de casos da doença que surgem a cada ano. Profissionais de saúde garantem que a detecção de qualquer alteração mamária ainda no estágio inicial, garante consideravelmente, as chances de cura de uma paciente, caso seja confirmado o diagnóstico. Segundo a Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (FEMAMA), as chances de cura chegam a 95% se o tumor tiver menos de um centímetro (estágio inicial).  De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), são esperados mais de 57 mil casos novos de câncer de mama este ano no Brasil. A idade, questões genéticas, hormonais e hereditárias são fatores de risco para o surgimento da doença.

Câncer de mama revista jurema

Para estimular a percepção precoce da doença, a Campanha Outubro Rosa deste ano visa reforçar o debate sobre o assunto e conscientizar ainda mais as mulheres para que elas fiquem atentas a quaisquer tipos de alterações nas mamas e estimular a fazer os exames regularmente. Exames de imagem são os únicos capazes de detectar lesões mamárias em estágio assintomático e garantir o aumento de chances de cura. “Só o exame de imagem pode apontar se existe alguma lesão suspeita na paciente”, afirma a Drª Beatriz Maranhão, radiologista do Centro de Diagnósticos Lucilo Maranhão. A mamografia é o principal exame para detecção do câncer de mama, mas outros exames de imagem como a ultrassonografia e a ressonância magnética também são utilizados para reforçar o diagnóstico, esses dois em casos bem específicos e com recomendação médica. “Se o câncer é descoberto em sua fase inicial, o tratamento será minimamente invasivo”, reforça Drª Beatriz.

Câncer de mama revista jurema
Dras. Norma e Beatriz Maranhão

O exame é indicado de maneira geral para todas as mulheres, a partir dos 40 anos, quando não há fator de risco e deve ser feito anualmente. No entanto, cada caso deve ser individualizado. “Existem indicações para se fazer o rastreamento antes dos 40 anos e  a mamografia pode apontar a necessidade de complementação diagnóstica com ultrassonografia ou ressonância magnética e biópsia. A mamografia é um exame de radiação, então deve ser realizada com indicação médica e em local certificado por órgãos técnicos responsáveis, que atestam a qualidade do aparelho e o conhecimento científico de quem interpreta a imagem, garantindo assim segurança para a paciente na realização do exame, permitindo uma análise conclusiva e esclarecedora”, alerta Drª Beatriz Maranhão.

O que é o Outubro Rosa

O movimento conhecido como Outubro Rosa começou nos Estados Unidos e ganhou força em todo o mundo como uma forma de alertar a população sobre os riscos do Câncer de Mama. O símbolo usado pelo movimento é um laço rosa que foi distribuído pela primeira vez em uma corrida pela cura do câncer em Nova Iorque em 1990 e hoje é conhecido mundialmente. Além do laço rosa, outra iniciativa que simboliza a luta contra essa doença é a iluminação de monumentos e obras públicas com a cor rosa.

Câncer de mama revista jurema

A participação do Brasil no Outubro Rosa

O Brasil participou pela primeira vez do movimento em 2002 quando iluminou o Obelisco do Ibirapuera, na cidade de São Paulo, mas só ganhou força no país em 2008 quando várias outras cidades também deram demonstração de apoio a causa e iluminaram diversos pontos turísticos com a cor rosa.

Câncer de mama revista jurema

Créditos: Divulgação e Reprodução Internet, respectivamente

Gostou? Comente e compartilhe! Não esqueça de curtir nossa página no FACE!

Câncer de Mama

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: