SPFW 2019 chega para mostrar que moda também é ativismo

Por: Larissa Farias

A edição 47 do São Paulo Fashion Week (SPFW) 2019 está acontecendo durante toda esta semana, desde segunda-feira (22) até hoje (27), os desfies estão sendo realizados no novo espaço ARCA, Vila Leopoldina. E durante todos esses dias de ação, várias tendências já foram mostrados e deram o que falar.

Com temas que se referem ao Brasil, tanto sobre sua tropicalidade com cores, flores, faunas, quanto ao seu momento político, com modelos carregando sacos plásticos na cabeça e vendas na boca, as passarelas vêm mostrando um verdadeiro ativismo fashion.

E foi a coleção do estilista João Pimenta que trouxe a maior reflexão sobre como moda também pode ser uma forma de manifesto. Com peças militares, manchadas e gastas e até em forma de retalhos, além de modelos com sacos e vendas representando as torturas sofridas na ditadura, João tentou fazer o real Brasil ser visto verdadeiramente pelos olhos do mundo.

Resistência e brilho João Pimenta (Fotos: Francisco Cepeda – AgNews)

A PatBo e Amir Slama também mostraram resistência nas passarelas com  a temática indígena e estampas que serviam para homens e mulheres como forma de reafirmação cultural e de gênero.

Amir Slama (Fotos: Francisco Cepeda – AgNews)
Tropicalismo e bege na PatBo (Fotos: Thiago Duran – AgNews)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: